Doença Periodontal e Diabetes

As doenças periodontais consistem em patologias dos tecidos que sustentam os dentes, incluindo a gengiva. Trata-se de doenças provocadas por bactérias e a sua origem é multifatorial.

Existem dois grandes grupos de doenças periodontais: gengivites e periodontites.

As gengivites são um processo inflamatório reversível que, tal como o nome indica só afeta a gengiva. Se a gengivite se mantiver por muito tempo e existirem simultaneamente outros fatores, pode surgir a periodontite. Neste última, a inflamação afeta tanto a gengiva como o osso e o ligamento periodontal que liga o dente ao osso.

Quais são as consequências destas doenças?

Pode verificar-se hemorragia gengival, mau hálito, recessão gengival, mobilidade dentária, dor. Contudo, a consequência local mais significativa é a perda dos dentes provocando alterações estéticas e na mastigação.

Quando as bactérias deixam de estar apenas na gengiva e passam para o sangue há um aumento do risco de desenvolver doenças de coração, risco de parto prematuro, descompensação da diabetes, entre outros.

A relação entre as doenças periodontais e a diabetes é bidirecional, ou seja, a diabetes aumenta o risco de vir a sofrer de doenças periodontais e as doenças periodontais afetam a diabetes porque dificultam o controlo do nível de glicémia.

Como tal, estar alerta a sinais de possível doença periodontal é importante, sendo que o tratamento atempado pode prevenir a perda de dentes, assim como ajudar a manter os níveis de glicémia controlados.