A Saúde Oral e a Alimentação

A Saúde Oral e a Alimentação

A boca é o reflexo da saúde em geral. A alimentação, os hábitos tabágicos e alcoólicos, as doenças e a medicação podem ter manifestações orais. A eficácia da higiene oral diária são factores determinantes para a prevenção da cárie, contudo o tipo de alimentação é um factor de grande importância.

A cárie dentária é a doença oral mais prevalente. Os hidratos de carbono, presentes na alimentação, são determinantes para o seu desenvolvimento, e como tal,  pessoas que fazem snacks à base de hidratos de carbono (como doces, bolos, chocolates e bolachas) estão mais susceptíveis.

O consumo frequente de refrigerantes com o pH baixo, vinagre, sumos de limão e laranja causa desmineralização do esmalte dentário, podendo provocar sensibilidade dentária. Em casos de distúrbios alimentares, como a anorexia e bulimia, ou até mesmo reflexo gastroesofágico é também frequente existir desmineralizações (e consequentemente sensibilidade dentária).

Como manter um equilíbrio na saúde oral?

Escovar os dentes duas vezes por dia com pasta fluoretada e usar o fio dentário uma vez por dia; fazer uma dieta variada e equilibrada, com alimentos com baixo teor de açúcar; consultar um profissional de saúde oral para aconselhamento do uso de suplementos de flúor ou outras medidas de prevenção adicional de cárie dentária.